deneme

Exposições e Iniciativas

“L’aprés Midi D’un Faune” de Hirondino e Manuel Vieira | 10.6-25.7.2015

  • Imprimir

>>> Clique para ver: Catálogo |Dossier de imprensaImagens em Alta Resolução 

FB MJVHPNa CASA DA LIBERDADE - MÁRIO CESARINY , com inauguração marcada para 10 de Junho, dia de Portugal e das Comunidades Portuguesas, “L’aprés Midi D’un Faune” é uma exposição que coloca lado-a-lado a obra plástica de Manuel (João) Vieira e de Hirondino Pedro, artista cuja obra tem sido mantida, por opção própria do autor, fora dos circuitos convencionais das artes visuais.

No momento em que se evidencia a ausência de Portugal na Exposição Universal de Milão, entre muitos outros atropelos cometidos à cultura nacional, e em que o país enfrenta uma espécie de desenraizamento, Hirondino Pedro e Manuel Vieira, num gesto de humor, abrem portas a um universo criativo que ironiza o espírito de identidade nacional (ou a sua ausência), desde logo na apropriação do poema, em francês, de Stéphane Mallarmé, cujo título é o ponto de partida da exposição.

“L’aprés Midi D’un Faune” (a tarde de um fauno), ficou conhecido como marco na história do simbolismo na literatura francesa, tendo também servido de inspiração para a composição “Prélude à l’après-midi d’un faune”, de Claude Debussy e para o bailado homónimo de Vaslav Nijinsky, dois trabalhos de grande significado para o desenvolvimento do modernismo em França. Dizer isto será, provavelmente, dizer muito pouco acerca de uma exposição que promete ser magníficamente irónica.

A exposição ficará patente até 25 de Julho, de 2ª a Sábado das 14h às 20